Vermifugação!

Tendo em vista seus hábitos alimentares, os cavalos, herbívoros por natureza, são muito susceptíveis ao parasitismo interno. Tais parasitas constituem em sérios fatores de risco à boa saúde dos cavalos, afetando diretamente a performance de animais atletas, além de causar diversas doenças e até mesmo a morte.

De acordo com a estação do ano e condição climática, há enorme variação no nível de infestação do ambiente e infecção dos animais. Globalmente, os cavalos se contaminam ao longo de todo o ano, havendo, porém, 2 períodos críticos extremamente importantes no controle parasitário estratégico: a primavera e o outono.

Como vermifugar?

Qual vermifugo escolher?

  1. Avaliar precisamente o peso do animal (através de balança ou fita de pesagem);
  2. Adaptar a dose do vermífugo ao peso do animal: muito importante para evitar problemas com subdosagem ou desperdícios com sobredosagem;
  3. Verificar se a boca do animal encontra-se livre de alimentos ou água;
  4. Posicionar calmamente a seringa dosadora no canto da boca entre as comissuras labiais e as barras, apertar o êmbolo e depositar a pasta na base da língua para deglutição.

    Quais são as Medidas de higiene associadas?

    Quais são as Medidas de higiene associadas?

    • A vermifugação dos cavalos é apenas um dos elementos de um programa estratégico. Não se deve considerar o cavalo como um ente isolado, mas também o ambiente em que vive e as interrelações cavalo/habitat. Os objetivos da vermifugação são reduzir ou eliminar a carga parasitária dos cavaloss e evitar as doenças e conseqüências graves e irreversíveis da passagem dos parasitas pelo organismo animal;
    • Trate todos os animais de uma mesma propriedade de uma só vez: animais de pasto, animais estabulados e animais de todas as categorias (potros, sobreanos, adultos etc.);
    • Pratique a rotação de pastagens: tal procedimento promove uma descontaminação natural da pastagem;
    • Mantenha as pastagens drenadas;
    • Desinfeste as baias e instalações com bomba a jato sob pressão a altas temperaturas para destruir os ovos de Parascaris;
    • Estabeleça quarentena a todos os animais recém-chegados à propriedade e forneça vermífugo imediatamente à chegada dos mesmos;
    • Mantenha limpo e regularmente desinfestado os materiais dos animais;
    • Construa esterqueiras fechadas para deposição do material recolhido das baias;
    • Recolha regularmente os bolos fecais dos piquetes;
    • Se possível, faça rotação dos piquetes com animais de espécies diferentes (bovinos e ovinos) para auxílio na destruição de larvas infectantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *